Revoltado com haters e perfis fakes, Bruno Figueiredo se pronuncia quanto ao caso

0

Recentemente Bruno Figueiredo usou seu instagram @brunfigueiredo para mostrar sua indignação quanto a pessoas que usam fotos que não são delas para criar contas fakes na internet.

As redes sociais potencializam a comunicação e, de certa forma, facilitam as interações entre os indivíduos. Por outro lado, têm sido usado para a prática do mal em diversas formas.
Os criminosos virtuais, na maioria das vezes, se utilizam da inocência dos usuários para proliferar mensagens, coletar informações privilegiadas, ou mesmo apenas prejudicar o outro de alguma forma, e que, muitas vezes, produz grande prejuízo moral ou financeiro para a vítima. Esses criminosos atuam de várias maneiras, e cometem crimes tais como roubo de identidade, pedofilia, calúnia e difamação, ameaça, discriminação, espionagem, etc.

Bruno não contente com a situação relatou como é conviver com isso: “Eu não me importava muito em que criem perfis com minhas fotos, mas depois de um tempo isso acabou virando um terror. Uma vez chegou ao cumulo quando uma mulher marcou um encontro com um rapaz que usava fotos minhas. Na hora do encontro não era eu e o cara insistiu em ficar com a menina e tentou abusar dela, o que caracteriza assédio e abuso sexual. Fiquei sabendo porque depois de meses a menina achou meu perfil real e me contou o ocorrido. Eu fico mal com isso porque nunca sei qual é o real intuito da pessoa por trás disso e se alguma coisa acontecer eu vou me sentir totalmente culpado.”, conta.

Os sites de relacionamentos, estão entre os grandes vilões da internet. Neles existem muitos perfis falsos e, se algo é falso, sempre há uma má intenção. Com a máscara virtual, o bandido se torna aparentemente visível, exposto, ao mesmo tempo que esconde o que carrega por trás da imagem que passa aos outros. “O mínimo que eu posso fazer é alertar meus seguidores quanto ao perigo na internet e que cuidem para que não caiam na cilada de perfis que usam fotos de outras pessoas. Antes de qualquer coisa o melhor é investigar o perfil, da pra perceber quando se trata de uma conta autentica”, alerta Bruno.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.