Chocolate artesanal ganha espaço entre os convencionais

0

A gastronomia artesanal vem ganhando cada vez mais espaço e não é diferente com o chocolate que, passou a ganhar um novo jeito de ser fabricado. O bean-to-bar (da amêndoa à barra) é um chocolate de origem feito a partir do cacau, natural, é 100% artesanal, cuidadosamente separado, moído, livre de cera, gorduras e agrotóxicos, deixando o mais natural possível, o que diferencia dos chocolates comercializados. Normalmente as barras de chocolate bean-to-bar são um pouco mais cara do que as comercializadas em supermercados e docerias por serem processadas passo a passo e o sabor também é diferenciado.

Uma prática que começou na Europa e chegou no Brasil já conquistando admiradores. A chef Mirian Rocha é a pioneira por trazer essa atividade ao Rio de Janeiro. Chocolatier há 10 anos, ela se especializou na montagem de chocolates ministrando cursos, jantares harmonizados, desenvolvimento de linhas de chocolate e workshop.

“Minhas aulas são práticas e faço com que conheçam o cacau brasileiro, que é um dos melhores do mundo”, declara Mirian.

Formada em Paris pela escola tradicional de chef’s, a Escole Ecoffier, Mirian montou e dirigiu o seu próprio atelier por 5 anos durante a sua estadia na Alemanha. Participou de eventos, ministrou cursos e assinou coleções de renomadas empresas europeias. De volta, ao Rio de Janeiro, criou atelier de criação e aulas gourmet. Desenvolveu linhas de chocolate para marcas Tifanny e Gucci.

Participou das olimpíadas com o desenvolvimento das bluebox para a marca Tifanny e trufas Marc para a Gucci. É chef chocolatier em parceria com o restaurante Sano, no Casa Shopping. E tem uma linha de chocolates próprios que harmonizam com bebidas como cervejas artesanais, espumantes e vinhos. Em fevereiro deste ano, Mirian começa a integrar o corpo docente da universidade Unisuam.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.